quinta-feira, 9 de junho de 2011

Biomecânica para bailarinas

Inspirada em minha última aula do CFPDV* no Rio de Janeiro onde falamos sobre a biomecânica e a anatomia dos movimentos e tendo em vista que minhas queridas alunas estão trocando textos entre si aparentemente super decididas a estudarem e compreenderem melhor o assunto (não é só porque vale nota no TCC, né?) ... Tia Suh vem dar um pequeno suporte!

Históricamente falando...

Tudo começou lá com Aristóteles, que decidiu registrar suas observações sobre o ato de caminhar. Ele observou que os membros inferiores do homem e as patas dos animais contra o solo, causavam uma espécie de ação. De lá pra cá, muita coisa foi descoberta, ratificada, reestudada.

Mas também entrou nessa história, a 3º Lei de Newton. Ela basicamente explica que a gravidade é uma força externa que age sobre um objeto sobre a terra e que para equilibrar essa força, uma segunda força externa precisa ser introduzida. Exemplo: um livro apoiado sobre a mesa, recebe a ação de pelo menos duas forças: a da gravidade e a força exercida pela mesa. Ou seja, o objeto sobre a mesa sofre ação da tração da gravidade e a mesa reage à força da gravidade com uma força igual e oposta. Lembra das sua aulas de física no colégio, quando o professor falava de ação e reação? Mais ou menos por este caminho!

A Mecânica por si só, é uma área da física e da engenharia que lida com a análise das forças que agem sobre um objeto, descrevendo a causa de determinado movimento.

A Cinesiologia (matéria de um próximo post!) possibilita a aplicação das leis e princípios básicos da mecânica na avaliação das atividades humanas.

Sendo assim, podemos dizer que a Biomecânica pode ser definida como a aplicação da mecânica aos corpos humanos e animais, organismos vivos, tecidos biológicos... Ou ainda, o estudo da mecânica dos organismos vivos.

Podemos considerar dois tipos de Biomecânica: a externa, que estuda as forças físicas que agem sobre os corpos e a interna, que estuda a mecânica e os aspectos físicos e biofísicos das articulações, ossos e tecidos do corpo.

Alguns conceitos são de fundamental importância para entendermos porque é tão importante o estudo da Biomecânica na dança. São eles:

1- O Centro de Gravidade
A localização do Centro de Gravidade do corpo varia dependendo da posição em que encontra-se este corpo. Se você está ereta por exemplo, ele será como uma linha, formada pela interseção de um plano que corta o corpo em direita e esquerda, e outro plano que corta o corpo em metade anterior e posterior (frente e trás).

2- A linha de gravidade
Ao longo desta linha imaginária que chamamos de Centro de Gravidade, podemos considerar que a gravidade atua em nosso corpo, puxando-o diretamente para baixo em direção ao centro da terra. Essa é a linha de gravidade.

3- Base de apoio
A base de sustentação ou base de apoio é a área formada abaixo do corpo, como se considerássemos todos os pontos de nosso corpo que estão em contato com o solo.

Pense comigo:
Quando você está numa posição fixa, estática, com a linha de gravidade passando através da sua base de apoio, dizemos que você está estável, compensada, equilíbrada. Se a linha de gravidade passar fora da sua base de apoio, o equilíbrio e a estabilidade são perdidos.

Para nós que dançamos, é extremamente importante analisar mecanicamente os movimentos que executamos com nosso corpo e outros objetos, sabendo exatamente como a força da gravidade atua em nós! Afinal, durante nossa dança, utilizamos:
o equilíbrio estático (parado), mas principalmente,
o equilíbrio dinâmico (em movimento).

E tem mais!

4- Planos e eixos
Planos de ação são linhas fixas de referência pelas quais o corpo se divide. A saber, são 03: O plano frontal ou coronal (frente e costa) responsável pelos movimentos de abdução e adução, o plano sagital (direita e esquerda) responsável pelos movimentos de flexão e extensão e o plano transverso ou horizontal (superior e inferior) responsável pela nossa rotação.

5- Alavancas
Uma alavanca, por definição, é uma barra rígida que gira em torno de um ponto fixo quando uma força é aplicada para vencer a resistência. Traduzindo: aquilo que faz você se mexer, iniciar um movimento. Maior a quantidade de força ou maior o braço da alavanca, maior o movimento de força.


E daí tudo isso?

Quando analizamos um movimento técnicamente, principalmente dentro de uma dança acadêmica, sabemos onde ele começa, aonde está a sua base e o seu eixo, de onde vêm a alavanca, o que acontece durante o seu desenvolvimento e também aonde ele termina.
Desta forma fica muito mais simples (!) entender porque determinado movimento "não está saindo" ou aonde você está errando em sua execução.

Bom, para quem já teve algum contato com meu método de trabalho, sabe que esta é uma das sólidas bases do desenvolvimento técnico em dança que eu proponho; o estudo profundo da execução de cada movimento da dança, analisado e compreendido em sua total complexidade.

Mas como o post hoje é biomecânica... foco Suheil!

Deixo aqui de presente alguns videos que selecionei "a dedo" na net para ilustrar os conceitos de biomecânica aqui (e nas nossas aulas) mencionados.

Espero que curtam!

Este 1º é só pra ilustrar a nossa visão de câmera lenta, fundamental nestas análises...


Este eu escolhi porque demonstra as escápulas, um de nosso primeiros temas...


Este é bem próximo da parte da biomecânica que "nos interessa" - não se prender a nomenclatura de músculos, mas descrever como o movimento acontece.


Esse eu achei que ilustraria muito bem o conceito de nossa 1º aula de consciência corporal, sobre "respirar nas articulações"... até na música! Além claro, do rapaz dar um show de performance temática.


Esse é um pouquinho chato no começo, mas tenham paciência, pois o desenvolvimento e a apresentação dos conceitos de equilíbrio apresentados mais pra frente fazem valer a pena cada segundo gasto...


Aqui eu vos apresento, "o Pé". Nossa base mais sagrada. Nem preciso explicar porque este video está aqui, preciso?


E pra "pirar o cabeção" de vocês... a biomecânica em sua complexidade original.

Pena que não achei um de dança, então vai de arremesso mesmo! Assim vocês saberão exatamente quais músculos precisarão mexer se quiserem arremessar a Tia Suh da janela depois de nossas próximas aulas de Anatomia do Movimento.
- Será mesmo que eu devia ter postado esse video?



Espero que este post tenha ajudado a esclarecer um pouquinho mais ...

... pra quem chegou agora, da importância de estudarmos, na luta pela valorização desta nossa arte tão desmerecida por muitas "pseudo-profissionais";

... pra todas as minhas alunas, presenciais e/ou virtuais que fritam os miolos em minhas salas de aula.

Beijo carinhoso a todas vocês!

;)


*Curso de Formação para Professoras de Dança do Ventre, Método Acadêmico Suheil de Ensino

13 comentários:

  1. Viiiiiixe.... me deu uma saudade das suas aulas.... e nem se preeocupe que a gente não vai usar o estudo para lhe jogar pela janela, kkkkkk. Beijocas!

    ResponderExcluir
  2. Realmente é bem complexo, mas muito importante para a compreensão dos movimentos. Vou estudar mais...
    Estou me sentindo "mais limpa". rrsrsr
    Quero dizer que minha dança está ficando com movimentos mais definidos, minuciosamente detalhados, estudados. Dá trabalho, mas amamos, né?
    Obrigada pelo suporte! Bj e até a próxima aula.

    ResponderExcluir
  3. Nawar Izdihar6/10/2011 9:26 AM

    Muito bom o post, Suheil!! É difícil, mas muito importante tentarmos entender como funciona o movimento. E seu bom humor é tudo!!
    Bjs e até dia 18.
    Nawar

    ResponderExcluir
  4. oie Parabens pelo post gostei muito.. bjss

    ResponderExcluir
  5. nossa ja vim aqui ler umas 4 vezes, decidi copiar e salvar no pc pra imprimir e estudar direitooo
    obrigada por compartilhar!
    ;)

    ResponderExcluir
  6. Obrigada Habibas pelo apoio, comentários e, claro, por ajudar divulgando o blog para as alunas e colegas de vocês! Este é sem dúvida o maior incentivo que posso receber para continuar postando!
    Bjks,
    Suh

    ResponderExcluir
  7. Mirian Roque6/14/2011 9:00 PM

    Tb achei bem complexo, mas prestando bem atenção podemos adaptar a nossa dança a estes conhecimentos. Tudo fica mais facil quando se está consciente do que estamos trabalhando e como estamos desenvolvndo isso. "Sua caçula" agradece!!! rs
    Beijoooos

    ResponderExcluir
  8. Arrazou. Estudarei Cineo semestre que vem e to com medinho já uahsuashuashsa

    Parabéns pela iniciativa! Estudar mais e falar menos é o que há! kkkkkkk

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Muito bom Suheil...adorei :) Obrigada pelo cuidado :)

    ResponderExcluir
  10. Adorei Suh... Venho falando isso para as minhas meninas. Que temos que olhar "por dentro" do movimento. Amei parabens querida

    ResponderExcluir
  11. Pois é, ficou top mesmo o post,estudei isso no clássico e no contemporâneo e depois vi você usando nas nossas aulas,saudade das aulas sempre!O mais interessante foi que vi isso na educação física na parte de danças, lembra que comentei que apareceu a dança do ventre nos meus estudos? Muito legal da sua parte compartilhar isso, acho que o movimento deveria mesmo ser estudado por todos que trabalham com ele, o movimento é a base fundamental da vida, é importante conhecermos para então entendermos como funciona não só o nosso corpo como também o corpo dos alunos, sem entendermos jamais saberemos interpretar os erros para então corrigirmos adequadamente sem extressar o aluno,assim fica tudo mais fácil, para o aluno e para o professor e o seu método trabalha o passo a passo de tudo quanto é movimento, por isso sempre pareceu tão fácil. Gostei muito!Grande beijo prá ti!

    ResponderExcluir
  12. Obrigada pelos comentários!
    Por favor continuem! rs...

    Ana: "... e o seu método trabalha o passo a passo de tudo quanto é movimento, por isso sempre pareceu tão fácil...."

    difícil está sendo fazer muita gente entender a proposta do Método Acadêmico, tentando elevar o estudo da dança do ventre ao nível do estudo que encontramos no ballet, no contemporâneo, etc, como vc cita!

    Não sei se por ego elevado, vaidade ou preguiça de estudar, ainda tem muita gente confundindo a proposta de meu método, achando que quero academizar a dança e não o estudo dela!

    Mas vamos lá, a passos de formiguinha Suheil segue trabalhando ...

    Muito obrigada a todas! Repito: é este retorno que me incentiva a escrever mais e mais...

    ResponderExcluir
  13. Fernanda Costa6/21/2011 3:27 PM

    Su como tudo que vc posta é maravilhoso, esse nao deixaria de ser, ate por que foi pra nosso estudo rsrsrsrs. MUITO OBRIGADO!!!
    Como minha amigas disseram é complexo sim, mais estou amando tudo isso como é bom o conhecimento. E que venham mais e mais post como esse. bijokas

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...